Compare as listagens

Dez razões para viver em Portugal

Dez razões para viver em Portugal

A 12ª edição do estudo Doing Business 2015 avalia as regras e os regulamentos relativos às empresas locais, a fim de comparar a facilidade de fazer negócios em 189 países em que Portugal se desloca para o 25º país para fazer negócios.

Os seus maiores recursos são recursos humanos qualificados, infra-estruturas excelentes e modernas, acesso rápido a vários mercados (África, Europa, América Latina). Estes são, entre outros, os fatores que mais contribuíram para o aumento dos novos investimentos na indústria, no turismo, no comércio, na pesquisa, no desenvolvimento e nos serviços.

Portugal foi reconhecido internacionalmente como um dos melhores destinos turísticos do mundo e ganhou 14 prêmios no World Travel Awards 2015, sendo o Algarve considerado o melhor destino de praia na Europa.

A segurança também tem sido um fator diferenciador nas opções para investir e residir em Portugal. De acordo com o ranking do Global Peace Index, Portugal é o 11º país mais seguro do mundo, de um total de 162 países analisados.

Portugal oferece muitas atrações para os novos residentes e suas famílias.

O Programa Visa Gold lançado pelas autoridades portuguesas é um caminho rápido para investidores estrangeiros de países terceiros para uma autorização de residência totalmente válida em Portugal (“Golden Visa”). Qualquer detentor desta residência pode escolher o seu país de residência de todos os países da UE.

Projetado para atrair investimentos estrangeiros em Portugal, o Golden Visa é um programa muito simples e flexível, com requisitos legais simples e claros.

Com requisitos de estadia mínima extremamente baixos, o Golden Visa é claramente um dos mais atraentes programas de residência para investidores em todo o mundo.

Muitas pessoas pensam em Portugal como o país do bacalhau e do vinho, não é? Sim, mas Portugal é muito mais do que isso e há muitos motivos que nos fazem viver aqui. Vou te contar um pouco.

1 – O tamanho do país: Portugal é um país pequeno com pouco mais de 92 mil quilômetros quadrados. Em pouco tempo, podemos viajar ao redor do país e ver muitas coisas, mas para nos conhecer, apenas morar aqui. Há tanta história em todos os cantos e tantas paisagens bonitas e diferentes em cada região que só os que vivem no lugar podem desfrutar. E além do continente português, os arquipélagos da Madeira e dos Açores são muito bonitos e vale a pena visitar. Você pode ver um pouco da cidade de Horta, na ilha de Faial aqui nesta foto.

2 – O clima: Portugal tem um clima agradável durante a maior parte do ano com inverno chuvoso e verão seco. O sul do país (Algarve) é a região mais quente com uma temperatura média de 13 graus no inverno. Na região de Lisboa, em janeiro, no mês mais frio do inverno, a temperatura média é de cerca de 8 graus. Considerando o norte da Europa, Portugal tem um clima fantástico e muitos outros europeus, como alemães e britânicos, compram uma casa no Algarve para viver sua aposentadoria. E ainda tem a Serra da Estrela, onde neva muito no inverno e está a pouco mais de 200 km de Lisboa. Então, temos clima e temperatura para todos os gostos.

3 – As praias: Com tal clima, com verão quente, só temos que aproveitar as praias. A costa portuguesa no continente tem mais de 900 km de extensão e muitas praias para desfrutar. O Algarve tem a água do mar mais quente e pode atingir 23 a 24 graus no verão.

4 – História e cultura: para aqueles que gostam da história, há sempre algumas ruínas romanas, algum castelo e algum palácio para visitar. E na maior parte do país, e não apenas em grandes cidades como Lisboa e Porto, sempre acontece algo. Às vezes, há muitas coisas acontecendo ao mesmo tempo em que é difícil escolher. Ah, e também há festas de verão. Embora o clima do país não seja muito ruim, é a partir de maio e no verão que a maioria dos festivais da cidade ocorrem. Em junho, temos as festas de Lisboa, Oeiras, Évora, em agosto, os festivais de Cascais, em setembro, a feira de São Mateus em Viseu, a feira mais antiga da Península Ibérica e já tem mais de 600 anos de história, além de muitos outros em cidades menores.

5 – Educação pública: é gratuita e de qualidade para todas as crianças e jovens de pré-escola para ensino médio e obrigatória de 5 a 18 anos de idade. O Ministério da Educação desenvolveu vários projetos e programas para promover o sucesso escolar e o país progrediu marcadamente no ranking mundial e agora está perto dos países da frente. Esses resultados foram obtidos através de grandes investimentos na capacitação de professores, nos prédios escolares, na introdução da tecnologia no ensino e no aumento do apoio aos estudantes que apresentam dificuldades de aprendizado. Todas as escolas oferecem estudantes de esportes, bibliotecas escolares bem equipadas e laboratórios de ensino de ciências. Todas as crianças começam a aprender inglês aos 8 anos e uma segunda língua estrangeira aos 12 anos. Além disso, um aluno não precisa estudar em escolas privadas para entrar em universidades públicas.

6 – Receptivo: os portugueses são muito receptivos. No entanto, só posso falar com mais autonomia para a região em que vivo, o Porto. Os locais são todos muito úteis e atenciosos, você vai a um restaurante e se sente em casa, compra uma fruta e você recebe outra como presente. Eles gostam de receber, todas as reuniões e uma grande festa, e esse almoço de domingo sempre acaba sendo jantando. Ai de você para não ficar até o final da refeição! Sempre com base em muitos vinhos, por sinal.

7 – O Serviço Nacional de Saúde: O NHS atual foi criado em 1979. Desde então, muito melhorou nos indicadores de saúde e saúde em português. É suficiente ver a taxa de mortalidade infantil que caiu de 24,3 em 1980 para 2,9 / 1000 nascidos vivos em 2013. O SNS é regulado por taxas de moderação, mas os desempregados estão isentos de pagamento, crianças até 12 anos, pessoas com baixa renda, gravidez e parteur, entre outros. Como em todos os sistemas de saúde, você pode encontrar defeitos, mas, em geral, funciona bem!

8 – Transportes públicos nas áreas metropolitanas de Lisboa e Porto: estas duas cidades concentram a maioria da população residente em Portugal e as suas áreas metropolitanas são atendidas por uma ampla rede de transportes que inclui ônibus, bondes, trens) e até barcos. É possível ir de trem de Lisboa a Cascais (30 Km) em 30 minutos aproveitando o Oceano Atlântico. Muito bem, não é?

9 – Segurança: Portugal é um país seguro e o crime diminuiu ao longo dos anos. Infelizmente, ainda existe, mas, de acordo com os Relatórios de Segurança Interna, de 2012 a 2016 houve uma redução de 6,9% na criminalidade global ocorrida no país. Alguns dos maiores problemas são os roubos de carros e a condução com uma maior taxa de álcool no sangue do que o permitido.

E para concluir, vou falar sobre os famosos: bacalhau e vinho.

10 – A comida: a comida em Portugal é muito boa, variada e barata e, se gosta de comer bacalhau e beber vinho, chegou ao paraíso. Em Portugal, diz-se que há uma receita de bacalhau para cada dia do ano (mas tenho certeza que existe mais). Você pode comer bacalhau com Brás, com creme, lagareiro, Gomes Sá, feijoada de bacalhau, etc. De acordo com estatísticas recentes, cada português consome 6 quilos de bacalhau por ano.

Além do bacalhau, também temos feijoada (diferente do brasileiro), cozidas em portugues, porco no Alentejo, açordas, excelentes peixes e frutos do mar e muitos outros pratos típicos e deliciosos. E a famosa sardinha assada!

img

Kasalux

    Junte-se à discussão